quinta-feira, 23 de junho de 2011

Parto "anormal"

Costumo dizer que não existe parto normal, não tem nada de "normal". Pelo menos para mim não foi. O parto do meu primeiro filho entre muitas dores e um "fervo" total no hospital, por parte de meu amigos que tinham apostado sobre o sexo do bebê, já que eu não quis saber antecipado o sexo dos meus filhos, ainda teve um probleminha de cidade do interior. O médico era candidato a prefeito e não se afastou do cargo. Então bem no dia em que senti mal, ele estava em um vilarejo fazendo campanha. Pense na situação! E o pior ainda não contei... dentro do hospital um monte de amigos esperando para saber o sexo, falando alto, entrando e saindo do quarto em que eu esperava o médico, o louco do ex-marido tirando foto sem parar da minha dor e fora do hospital, o meu ex- sogro (agora já falecido), completamente embriagado soltava foguetes para comemorar a chegada do neto. Folclore total. Depois de muitas e muitas horas de dor...já na madrugada o Lucas nasceu com uma cara de tão bravo que dava até medo de olhar pra ele (igualzinho ele faz hoje quando está de mal de mim...rs). Depois descobrimos o porquê. Ele nascera com o ombro deslocado e tinha muita dor. Na segunda gravidez, depois do "mico" total, fui fazer o pré-natal e tive o Felipe em outra cidade (180 km de distância). Pudera, não é?! Então tive uma experiência mais tranquila. Cheguei com muita dor e uma "santa" de uma enfermeira, começou a acariciar a minha barriga e conversar com o bebê dizendo: "Você já está prontinho, não faz a mamãe sofrer, pode vir...".  Foi muito emocionante, pouco tempo depois, chegava o Felipe com uma carinha se sol para aquecer nosso coração. Apesar de não sofrer tannnnto como da primeira vez, continuo a insistir: não pode ser NORMAL. (risos)

(Mariuza Freire)

10 comentários:

  1. Ai meu Deeeeeus!Terei que pensar em outro título pro meu post,rsrsrsrs. O seu também foi anormal, amiga?!kkkkkk. Menina, pensei que só eu falasse que Cauã nasceu de parto anormal,kkkk. Encontrei mais uma!Iupe!

    ResponderExcluir
  2. Dani
    Que bom! Pensei que era só eu...rsrsrsrs. De tão "anormal" que foi o Lucas nasceu quase com duas cabeças, fez uma bolha atrás e o pai dele dizia que ele nasceu de capacete....kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Amei, amiga! Não pode ser mesmo normal!

    ResponderExcluir
  4. Mariuza, eu concordo com vc, parto normal só para os outros, para a gente que está lá aflita, tudo parece ANORMAL. E acrescento algo mais, discordo também em dizer "PARTO" deveria ser CHEGADA", afinal não tem ninguém indo e sim vindo kkkkkkkkkkkkkkkkk( Chegada anormal....que tal? kkk)

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia, Zizi...rsrsrss
    Beijo

    Não sei de quem é o post acima da Zizi...snif

    ResponderExcluir
  6. Gente do céu!! Como é incrível saber de todas essas histórias...uma mais interessante do que a outra. E engraçadas, né, Zizi? rsrsrsrs
    Imaginar a cena do seu ex-sogro embreagado e soltando foguetes....só rindo! kkkkkk

    Amei ler seu texto! Ahh, tadinho do Cauã :(

    ResponderExcluir
  7. Eu queria tanto, apesar de tudo isso, ter tido normal... mas não pude ter... Podem me achar doida (e talvez eu realmente o seja), mas até hj sinto falta de ter a dor (qualquer uma delas) associada ao meu parto... rs rs rs

    E não contei o que de ruim me aconteceu lá na maternidade, pois faltou água, era época de gripe suína, fiquei num estresse sem tamanho e por isso fiquei sem leite no comecinho, mas... Pra que ficar me lembrando de coisas ruins se quando se olha praquele serzinho fofo tudo fica tão ínfimo, né? :-)

    Aproveito para deixar um puxão de orelha... Tem gente desatenta comentando usando o login do MATERNA IDADE... Atenção, galaera! Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Mariuza,
    As histórias são cada vez mais emocionantes, lindas e sofridas também. Histórias de mãe é isso: só emocões e a sua foi mais uma que me trouxe muita emoção!!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Adorei ler a história do seu parto "anormal", Mariuza! Realmente não tem nada de normal? rs Fiquei imaginando todo esse alvoroço durante o nascimento do seu primeiro filho. E que bom que o segundo já foi mais "normal", né? rs

    ResponderExcluir
  10. My God, sua história parece de novela, Mariuza!!! Fiquei vendo a cena, como se fosse mesmo numa tvzinha, e repeti o capítulo, porque é muito bom de ler, kkkkk, e de rir!!!! E aquele furdunço no hospital!!!!!
    Big beijim, hehehe!!!!

    ResponderExcluir

O que lhe veio à mente depois de ler este texto?!? Queremos muito saber!!! Comente!!! Obrigada!!!