segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Compartilhando desde o início!



Começo falando a respeito não da primeira roupinha em si, mas,  do sentimento que acompanha cada peça de roupa que você compra pensando naquele serzinho ainda informe  que está crescendo dentro de você...O cheirinho, a maciez, toda aquela nuvem de carinho que envolve cada pecinha de roupa do seu bebê que vai chegar.  Não tive uma experiência  feliz na minha primeira gestação... por isso, nas duas gestações seguintes só me preocupei  mesmo com a roupinha  quando já estava perto delas nascerem.

A roupinha que me marcou no nascimento de Liz foi a primeira que escolhi, porque, as outras muitas, ela ganhou de presente da vovó e da dinda... a primeira que escolhi, me lembro com clareza, foi um pimpão rosinha de capuz, liiindoooo!!! O meu desejo era usá-lo quando saíssemos da maternidade. Mas não deu, o pimpão ficou gigante nela e tive que usar uma outra roupinha que minha tia Célia deu, também linda!!!

Quanto a Giulia,  só comprei as roupinhas quando faltavam poucas semanas para o nascimento dela...  passei por momentos difíceis na 36ª semana, tive uma virose violenta e quase que Jujubi nasce antes da hora com as roupinhas sem lavar ainda...

Mas o que eu prometi que faria, e fiz, foi colocar na Giulia a mesma roupinha que Liz usou quando nasceu...para que ambas tivessem o mesmo tecido envolvendo pela primeira vez na vida seus corpinhos, para que Liz  e Giulia entendam que não há diferença entre uma e outra, para compreendam que assim como a roupinha o amor é o mesmo para ambas e que devem sempre compartilhar as coisas, protegerem-se mutuamente, e se amarem incondicionalmente. Como um ato profético, carregado desses sentimentos todos, usaram ambas,a mesma roupinha ... assim a primeira roupinha da vida da Giulia foi a primeira roupinha da Liz!!! 

                                      (Lú Thompson, mãe da Liz e da Giulia)

8 comentários:

  1. Lu,
    Realmente nossas histórias são bem parecidas, só mudam os endereços...
    Eu também fiz questão de vestir a mesma roupinha nos meus filhos, mas como foi uma menina e dois meninos, mudei também a cor da roupa.
    Não sei a diferença de idade entre suas meninas, mas lembro-me quando meu terceiro filho recebia carinho ou uma atenção especial, os outros dois reclamavam e ficavam de "olhinho compriiiiiiido" querendo o mesmo.
    Eu explicava que eles também tiveram a mesma coisa e passei a contar as aventuras deles com a idade do menor.
    São histórias que a gente guarda e quando alguém conta, logo vem à tona, as memórias dos nossos chuchuzinhos. rsrs
    Suas meninas são muito fofas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. É isso aí, Vânia, tem que ser igual, né?! rs A mais velha tem 2 anos e eu ensino pra ela que o colinho da mamãe é das duas!!! rsrs

    ResponderExcluir
  3. Lu, que bonito essa relação de afeto envolvendo a roupinha e as duas meninas!!E a forma meiga e carinhosa que você descreve toda isso, fica evidente o carinho transbordando de corpo a corpo, de roupa em roupa. É tão bonito ensinar para o filho que o mundo não é só dele(a), que dividir é mais importante que monopolizar. Gostei dessa forma de ensinar coisas simples e tão grandiosas. Parabénss!! Lindo texto!!
    . Eu tb usei roupas do Danilo na Patrícia, mas como ele era homem, algumas coisas ela não usou, mas os primos sim...Era uma verdadeira festa de troca de roupa entre os primos rsss.

    ResponderExcluir
  4. Zizi, seus comentários são melhores que os meus textos!!! rs Vc consegue me dizer, tão lindamente, o que eu queria ter dito!!! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Lu, seu texto é lindo! Uma viagem muito envolvente, pois você transporta um sentimento que eu não havia pensado antes, essa coisa da mesma roupa! Muito interessante!

    "O SENHOR te abençoe e te guarde." Num 6.24

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Que coisa mais terna esse ato de usar a mesma roupinha! Achei lindo!

    beijo

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, mulheres lindas! Esse texto é muito especial pra mim...foi escrito com o meu coração na mão por 2 motivos: 1º, porque eu queria muito lembrar dos detalhes da 1ª roupinha e 2º, porque tinha esquecido do meu dia e só consegui ler os recadinhos de minha amiga Dequinha às 20:00.Fiquei louca!rs Pra achar a foto e pra fazer montagem...Aff, achei que não ia dar! Postei o texto, se não me engano, às 21 rsrs

    ResponderExcluir
  8. Coisa mais linda, Lu!

    Beijo grande

    ResponderExcluir

O que lhe veio à mente depois de ler este texto?!? Queremos muito saber!!! Comente!!! Obrigada!!!