quarta-feira, 15 de junho de 2016

Sabe aqueles desejos mirabolantes de grávida...?!?

Pois é... Nunca tive!!! (risos)


Até gostaria de ter uma historinha fantástica pra contar, mas não tenho. Fiquei grávida por duas vezes, e que saudáveis foram esses dois períodos da minha vida! Fui muito abençoada, pois já estava com mais de trinta anos e isso, de certa forma, era um problema, mas graças a Deus foi tudo maravilhosamente saudável! Sem enjoos e nada de desejos! Nada! Nadinha mesmo!!

Sentia  vontades normais de comer as coisas que eu adoro, das quais me lembro bem: melancia e água de coco, por exemplo, mas isso não era um desejo "de grávida" e sim uma vontade normal, como acontece cotidianamente  na  nossa vida.

O que me ocorreu fortemente foi toda a questão do lado emocional e psicológico, os sentimentos à flor da pele, o choro gratuito, o medo, as dúvidas e uma coisa que eu gostava muito de fazer que era DORMIR! Mesmo sabendo que não era muito recomendável, queria sempre uma rede preguiçosa pra deitar!! (risos)

A maioria das grávidas afirma ter sentido vontade de encarar alguma comida específica durante a gravidez, por isso é tão comum a gente ouvir histórias tão incríveis a cerca desse tema que, na verdade, penso que tem mais a ver  com a carência  e com a sensibilidade da mamãe gestante. Ou será que não?!?


  "O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, 
de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus". 
(Fil. 4:19) 
                                                                              
                                                                                             (Maria José -  mãe de Mateus e Elias)

7 comentários:

  1. Mais uma das minhas! Ainda bem que não estarei sozinha nesse barco de grávidas comportadas! Já tenho duas companhias: vc , a Elizabeth e a Dequinha!
    Até o final da semana, vou tentar relatar algo sobre o tema, mas já antecipo que não sei o que são desejos de grávida.
    Concordo com vc: nessa fase a sensibilidade fica mesmo a flor da pele e o sono toma conta ( quanto ao sono, deve ser uma compensação porque depois que eles nascem nós ficamos tantas horas sem dormir kkkkkk)
    Mas não importa se não sentimos vontade de comer tijolos, casca de banana, pedaço do filtro de água.....não me fez falta alguma kkkkkkkk. Penso até que fomos privilegiadas e também por isso, agradecemos ao Criador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, uma perfeita parceria!!! Sem dúvida alguma, você terá o que nos contar, mesmo sem os mirabolantes desejos de grávida! kkkkkkkkkkkkkk

      Certamente fomos privilegiadas, por isso temos sempre muito a agradecer!!!
      Obrigada por comentar!!! Amei!!!

      Excluir
  2. Ufa! Que alívio! E eu aqui pensando que eu fosse a única a não ter muito o que dizer sobre esse tema... Estava me sentindo tão normal, e tão incomodada por conta disso, que juro que pensei em criar uma personagem e seria ela a escrever um novo texto. Bem doido. Cheio de invenções e coisas esdrúxulas! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Pior que nem sono eu sentia! Mais atípica ainda em termos de grávida! kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que esse tema virou uma parceria total, né? ... Não tínhamos muito o que falar, mas ainda assim, como você é mais faladeira, ganhou de mim kkkkkkkkkkkkkkkk
      Até imagino você criando uma personagem, ia ser muito show mesmo!!! Uma barbaridade!!!! Adorei que comentou! Bjos

      Excluir
    2. Dr. Francisco Mello15 de junho de 2016 14:33

      Talvez vocês perguntem: "o que faz um homem aqui por essas bandas tchê?
      Eu explico. Em dois casamentos, me tornei pai de um casal.
      A mãe de minha filha, tinha atitude mental positiva e o único desejo dela era ir ao sítio sacrificar as mangas, chupar caju e comer carambolas e bergamotas, claro em suas respectivas épocas, o que já era uma gostosa rotina. Tiro o chapéu pra ela, não me pediu cabeça de bacalhau da Noruega, rs. Pra variar, a mãe do meu filho, muito nova e sensível, me "autorizava" rss fazer algumas correrias: queijadinhas, geleias especiais e outras coisitas. Em tempo, providenciei tudo e o Felipe veio forte como Ferrabrás rs. Fica a dica para os maridinhos; atendam. Não custa muito, elas pedem pouco e merecem mais. Um beijo no coração de vocês futuras mamães. Dr. Francisco Mello - Advogado criminalista - (66)996892292, Rondonópolis-MT.

      Excluir
  3. Tio, que maravilha!!! Imensamente grata por essa visitinha surpreendente!!!
    Que lindo! "Elas pedem pouco e merecem mais" Adorei que comentou!!! Faça isso mais vezes!! Bjos

    ResponderExcluir
  4. Eu também estou nesse time, tive duas gravidez e nunca senti esse tal desejo, porem enjoo tive muito, vocês acreditam que eu enjoei de um CD de musicas, me lembro como hoje.E já se passaram 12 anos, quando a minha amiga que vendia CD falou "seu CD chegou", pronto começou o enjoo não queria mais nem ver o CD rsrsrs.

    ResponderExcluir

O que lhe veio à mente depois de ler este texto?!? Queremos muito saber!!! Comente!!! Obrigada!!!