segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Eu tenho tanto pra lhe falar...



"Eu tenho tanto pra lhe falar
Mas com palavras não sei dizer
Como é grande o meu amor por você..."

Não sei explicar o que senti quando vi minha filha pela primeira vez, mas confesso que tive medo. Medo de não dar conta de cuidar, de deixá-la cair, medo de dar o primeiro banho, medo, enfim. Um enorme medo de não ser a mãe que ela precisava. Mas eu vi  aquela carinha linda, redondinha, feito uma broa, a minha broa, e o medo deu lugar à certeza de um amor maior que o mar, maior que o mundo. E eu ousei chamá-la de filha. MINHA FILHA. E desde que ela nasceu não tenho um momento mágico. Tenho muitos. Mas destaco aqui o mais mágico e sublime de todos: o momento em que colocaram minha filha em meus braços, no dia em que ela nasceu.

Hoje, quero pedir perdão à minha filha pelos meus muitos silêncios, pelas broncas tantas que já dei, por descontar nela muitas vezes o que sinto, por esse meu desabafo todo, hoje, aqui. Mas quero que ela saiba que essa mãe  a ama incondicionalmente, verdadeiramente e para sempre. E sempre tenho muito a dizer a ela, mas as palavras sempre somem. Aí, mais uma vez, invoco Quintana e digo: Filha, “Eu te amo a perder de vista...”
(Irene Sena - mãe da Sâmia)

7 comentários:

  1. Linda mensagem.Me emocionei! como faço para enviar uma msgm tb? abraço e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Gente, que fofa a imagem que vc escolheu, Irene! E super meiga! Legal! Agora vou chamar a Sâmia de elefantinha! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Tb tive medo de não dar conta, , não espalhe, até hj eu sinto! Mas ser mãe é isso... é nunca mais termos sossego... e nunca mais termos o coração vazio! Nossa vida é automaticamente preenchida, com milhares de coisas, não?

    A Sâmia deve estar toda boba com tantas declarações assim tão lindas... e sei que merecidas! Vcs são duas fofas, que eu adoro! Beijos mil.

    ResponderExcluir
  3. Irene

    Que lindo essa declaração de amor! Adoro seus escritos.

    Beijo querida

    ResponderExcluir
  4. Irene, desculpe por ser repetitiva, mas sempre fico emocionada com o sentimento que existe entre você e sua filha, essa partilha, esse cumplicidade, esse amor incondicional. Eu sempre choro quando leio seus textos. Lembra-me a minha relação com a minha Miúda e por isso me emociono. Gostaria que ela estivesse 24 horas comigo, mas a pequena está lá a 2 horas daqui tratando do futuro dela. É lindo o seu texto, mais lindo ainda é o amor tão evidente que preenche cada palavra, sílaba, letra, fonema.....contagia:))

    ResponderExcluir
  5. Realmente o primeiro contato com nosso filho é o momento mais mágico. Lindo seu texto. bjks

    ResponderExcluir
  6. Irene,
    Seu texto transborda amor e emoção. Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. ai quasi chorei

    ResponderExcluir

O que lhe veio à mente depois de ler este texto?!? Queremos muito saber!!! Comente!!! Obrigada!!!