sábado, 20 de fevereiro de 2016

Filhos e netos: o melhor presente!!!


Minha contribuição
Para  o ” MATERNA-idade”
É em versos de cordel
Pra falar sobre a saudade
Que percorre na memória
Ao lembrar de tanta história
Que me traz felicidade.

O Danilo e a Patrícia,
Minhas eternas crianças,
Hoje são profissionais,
Da mais alta confiança,
Lutaram com excelência
têm a sua independência,
No  saber e liderança.

Hoje olho para eles
E me custa acreditar
Que os rebentos já cresceram
E decidiram voar
Tecendo o próprio ninho
Construindo o caminho
Por onde vão transitar.

Enquanto eu os contemplo
Com  orgulho maternal,
Permito que as memórias
Revivam, pois, afinal
Recordar é preciso,
O passado eu valorizo
Um presente sem igual

Quando Deus me contemplou
Com  Danilo e  Patrícia
Fiquei  tão agradecida
E feliz com a notícia
Com total  dedicação
Dei carinho, atenção.
Mil beijinhos, que delícia!

Eles eram os brinquedos
Que mais me faziam bem
Eu só queria estar
Com eles e mais ninguém
O tempo havia parado.
Tornara-se um aliado
Ou eu era sua refém?

Acompanhei bem de perto
Todas as evoluções
Do dentinho à palavra
Dos passinhos às lições
A infância foi acabando
Adolescência chegando
Trazendo mais emoções.

A  nova etapa chegara
Mudando a cor do painel
Faculdade para os filhos
Muito trabalho e papel,
Mas, Deus tinha outro plano
Enviou naquele ano
Meu querido Gabriel.


Meu netinho trouxe luz
E mudou todo o cenário
Preparou novo contexto
E não ficou solitário:
Um milagre aconteceu
O Johnny  logo nasceu
Lindo, forte, necessário.

Fico, assim, emocionada
Ao falar dos meus amores
A saudade me rodeia
Mas não me provoca dores,
Cultivei boa semente
Que brotou rapidamente
Todas essas minhas flores

Não há perdas,  e sim ganhos
Nas fases da nossa vida,
Pois em cada uma delas
Há subida e descida
Com atalho ou desvio
Ela mostra um desafio
Que compõe a nossa lida.


(Zizi Cassemiro -  mãe coruja do Danilo e da Patrícia; vó coruja do Gabriel e do Johnny)

10 comentários:

  1. Ah, que delicia !!! Amo cordel ! Belo texto, parabéns !!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Mônica. Eu tb amo cordel e de vez em quando eu rascunho alguns para treinar e peço para os alunos fazerem o mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Que coisa chique o nosso blog apresentar outras formas de expressão e até mesmo um cordel!!!! Adorei!!!! Vc, como sempre, inovando e encantando, não necessariamente nesta ordem. Beijocas.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, vc é um exemplo de estímulo, sempre atenta e apoiando cada um de nós.

    ResponderExcluir
  5. Ziziiiii, amei, amei, amei! Criatividade exalando, hein? rs
    Que delícia de cordel! Parabéns pelo texto, pois por meio dele você conseguiu expressar todo seu amor de mãe e o de vovó, que dizem, não sei, é amor de mãe com cobertura de açúcar rsrs
    Que Deus abençoe muito essa família linda! Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obggg, Simone, pelas lindas palavras... Vovó é assim mesmo, porque é amor de mãe elevado ao quadrado..

      Excluir
  6. Com este texto eu fiquei emocionada
    A alegria em meu rosto ficou estampada
    Não só nasci nesta vida, eu fui contemplada

    Nascer e crescer é difícil e não tem atalho
    Mas sabemos que é necessário
    A vida passa e o relógio tem horário

    Fico segura em poder voar
    Sabendo que posso retornar
    Ao ninho voltar a esquentar
    Aprendendo amar e perdoar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filha, vc é muito linda! Por isso me inspira!

      Excluir
  7. Zizi, fiquei encantada com seu texto. Lindo, lindo, lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cristiana, pode acreditar que é tudo verdade o que eu contei;))

      Excluir

O que lhe veio à mente depois de ler este texto?!? Queremos muito saber!!! Comente!!! Obrigada!!!